Agência de Marketing Digital Recife especialista SEO e Sites

mitos-trafego-pago

7 Maiores Mitos do Tráfego Pago

Conheça todos os 7 principais mitos do tráfego pago.

 

Está em dúvida sobre quais segmentos para compra de mídia? Se liga nesse post!

 

Enfim, você está investindo em algo esperando um retorno, então vamos esclarecer algumas dúvidas e citar alguns mitos relacionando ao assunto para você ter novos insights e decisões objetivas para compra de mídia mais eficiente.

 

anuncios-pagos

 

Mito 1 – Não vale a pena investir em links patrocinados e mídia paga para obter tráfego

 

Se você decidir não investir estará perdendo a oportunidade de impactar em lugares que seu público-alvo está, e que certamente seu concorrente já esteja e você não.

Vamos ver um exemplo, supomos que você tenha uma loja em um shopping ou galeria, você não precisa pagar para divulgá-la, contudo vai está no mesmo ponto que seus concorrentes.

No campo digital funciona da mesma forma, ter uma conta no Facebook ou Instagram e não divulgá-la da no mesmo, por exemplo:

Lembrando que, mesmo que seu negócio já tenha uma presença online, ela está compartilhando este espaço com muitas outras, por isso, investir em links patrocinados e mídia paga resultará em destaque para a mesma.

Você também pode criar segmentações para diferentes públicos através de anúncios, que pode impressionar um público atraído em determinado assunto ou até mesmo impressionar um público que impossivelmente seria atingido sem a segmentação de mídia.

 

Mito 2 – É caro e não vale a pena contratar um profissional

 

Seria mais gasto você gerir tudo, ou acreditar no “achismo” e sem contar com uma outra visão que esteja relacionada a resultados, processos ou métricas de acompanhamento no segmento que essa pessoa já esteja habituado.

 

É necessário também, combinar com um responsável de inteligência de dados com direções analíticas para observar se está realmente entregando os anúncios para o público-alvo.

Este profissional deverá fazer experimentos e testes. Vários testes devem ser feitos para melhoria de otimização e campanhas, como também para poder igualar os números com as KPIs definidas do Marketing Digital da sua empresa, diminuindo o custo por aquisição (CPA).

 

Mito 3 – Comprar mídia em apenas um canal é suficiente!

 

Abrir mão de testar novos canais pode não dar referências de como assimilar métricas e dados para a sua empresa, ou mesmo impregnar em apenas um canal, sabendo que seu público-alvo pode está em variados pontos de cântaros, variando entre sua jornada de compra ou comportamento.

 

É considerável criar demandas de pequenos investimentos em outros meios de canais para realizar uma análise de curto prazo. Em seguida, averiguar se a análise tem fundamentos para fazer mais investimentos.

 

Variar as campanhas pode também possibilitar de se atualizar em um novo canal ou ser pioneiro de um concorrente em mercado de lance bem competitivo.

 

adwords-ads

 

Mito 4 – Não é necessário segmentar campanha, quanto mais gente melhor

 

Pode até parecer óbvio mas é impossível agradar a todos os mercados. Atuar com nichos e personalizados propõe a ter mais resultados do que querer atingir a todos.

 

Tornar extenso demais seu público e sua segmentação só desperdiçará seu dinheiro e perderá de impressionar pessoas relevantes para sua campanha.

 

Mito 5 – Mídia paga tem o mesmo efeito que postar nas redes sociais organicamente

 

Existe uma variável entre os posts pagos e os posts que não são utilizados com anúncios, Os pagos chegam a ser 25% maiores. Mesmo ciente de que o alcance organizo é baixo, isso não é um dos fatores. O principal deles é segmentar a mensagem para o público destinado.

 

Apesar de muitos clicar mais em posts com muitas curtidas, compartilhamentos e comentários de prova social (social proof) é considerável destacar as definições das métricas mais importantes que números de engajamento como conversões no site de destino e cliques.

 

Mito 6 – Não preciso rastrear as URLs

 

Começar uma campanha sem estabelecer URLs trackeadas com o Google Analytics por campanhas de mídia é como investir no escuro. É importante entender qual canal, formato ou peça do anúncio o investimento está sendo feito adequadamente.

Clareando as metas e KPIs de performance, obtendo comando das ações de mudanças e otimizando as campanhas durante o percurso, fica visível apresentar relatórios e acompanhamentos da campanha ao longo do caminho.

 

facebook-ads

 

Mito 7 – É só seguir fazendo o mesmo que os resultados aparecem

 

É constante a mudança na mídia paga e nos links patrocinados. Lances de leilão se tornam mais caros, concorrente se fazem sempre presente, e novos formatos apareceram, caso não esteja atualizado em novas campanhas você consequentemente poderá está perdendo resultados pelos novos updates.

Da mesma forma que é importante manter campanhas continuas para ter histórico índice de qualidade e relevância, esteja também sempre preparado para esses novos testes.

É importante também fazer pequenos experimentos, testar cores do botão CTA, mudar uma imagem que já está visível há algum tempo, mudar ou recriar as “adcopies” ou seja “textos e redações dos anúncios”.

 

Vejamos:

Baseado nesses aprendizados e nessa ruptura de mitos, podemos realizar algumas ações relevantes de como fazer links patrocinados e como comprar mídia para empresas. Se gostou desse post, comente abaixo ou se você precisa de um(a) gestor(a) de tráfego entre em contato conosco.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] pequenos negócios diante do isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus, o Facebook integra as suas plataformas um recurso de […]